Objetivo do curso

O objetivo do curso de Especialização em Endodontia visa oferecer, aos Cirurgiões-Dentistas clínicos, um aprimoramento técnico-científico na área de endodontia, tornando-os aptos a atuarem como especialistas capacitados para elaboração de diagnósticos precisos, tratamentos e retratamentos endodônticos, além de possíveis complicações, que atendam aos padrões de alta qualidade técnica e tecnológica (microscopia operatória, instrumentação mecanizada, obturação termoplastificada, ultrassom, localizador foraminal e tomografia computadorizada Cone Beam - TCCB) de uma casuística diversificada, incluindo-se os casos considerados mais complexos no âmbito desta especialidade clínica. Desenvolver habilidades no sentido de manutenção da desinfecção obtida no tratamento endodôntico com a utilização de pinos de fibra de vidro como dos princípios básicos de uma restauração . O trabalho mínimo é composto de 50 molares ou equivalente devido a modernidade do protocolo utilizado na busca da excelência terapêutica endodôntica.

Especialização em Endodontia (Instrumentação rotatóra/reciprocante e microscopia operatória) (MEC/CFO)

Coordenador: Prof. Dr. Manoel Eduardo de Lima Machado

Email: professormachado@hotmail.com

Currículo: Currículo Lattes


Código do curso: 07696

Nível: Especialização

Público-alvo: Graduados e Pós-Graduados em Odontologia.

Unidade: Brasília

Status:
Início Imediato

Investimento:
24 x R$ 1.477,00 ou 30 x R$ 1.245,00 (No plano estendido)

Matrícula:
R$ 738,50

Periodicidade:
Mensal

Dia(s) da Semana:
De quarta-feira a sábado

Duração:
24 Meses

Carga horária:
672 horas/aula

Início:
28/02/2024

Horário:
Das 8h às 17h

Minicurrículo do Coordenador

• Mestre, Doutor e Livre Docente em Endodontia pela Faculdade de Odontologia da Universidade de São Paulo (FOUSP) • Professor do programa de Pós-graduação em Odontologia nível de Mestrado e Doutorado Faculdade de Odontologia da Universidade de São Paulo (FOUSP) • Professor e coordenador dos cursos de Especialização e Aperfeiçoamento Profissional da Faculdade de Odontologia da APCD (FAOA) • Professor Visitante da University of Harvard School of Dental Medicine (USA), Universidade do Porto (Portugal) e Universidade de Rosario (Argentina). • Fundador, ex-presidente e membro do conselho deliberativo da Sociedade Brasileira de Endodontia (SBENDO) • Fundador e presidente honorário da Sociedade de Endodontia Latino Americana (SELA) • Autor de diversos livros e artigos científicos nacionais e internacionais • Idealizador e coordenador do Projeto Amazonas / Projeto 32 • Ministrador nacional e internacional • Dedicação ao Ensino da Endodontia há mais de 40 anos

Programação

Primeiro Módulo: Área de Concentração (Endodontia ). ATENÇÃO: Programação do primeiro dia de aula: 8h  -  Horário de chegada na  instituição; 8h30 -  Abertura do curso com a presença do Diretor de Pós-graduação e Pesquisa da SLMANDIC. O Segundo e terceiro módulo ocorrerão as disciplinas da área de Domínio Conexo e serão ministradas da seguinte forma. Segundo módulo para as disciplinas de Emergências Médicas e Terapêutica Medicamentosa, serão realizados na forma Presencial durante 4 dias na semana. Terceiro módulo, para as disciplinas de Ética e Legislação Odontológica e Metodologia da Pesquisa Científica serão realizados na forma EAD. Obs.:  Os alunos que já realizaram as disciplinas destes dois módulos de  Domínio Conexo (Emergências Médicas, Metodologia da Pesquisa Científica, Terapêutica Medicamentosa e Ética e Legislação Odontológica)  em outro curso de Especialização, podem solicitar junto ao Departamento Comercial, antes de iniciar a frequência no curso, a análise da dispensa (convalidação) destes estudos, desde que respeitado o prazo mínimo de até 4 anos da data de início do curso. Excepcionalmente para ex-alunos da Instituição São Leopoldo Mandic, será concedido desconto proporcional nas disciplinas convalidadas de Domínio Conexo.  Caso a solicitação ocorra após o início das aulas, o desconto só terá vigência nos meses posteriores à data do pedido. A partir do quarto módulo, o curso ocorre de quarta-feira a sábado, das 8h às 17h, com aulas voltadas para a Área de Concentração  (Endodontia). A SLMandic reserva o direito de não iniciar o curso na data acima prevista se o número mínimo de alunos não for atingido. Ao inscrito, cabe esperar a confirmação da data de início pelo Departamento Comercial para que as providências sejam tomadas. “O ingresso na turma está condicionado a data de emissão do CRO, pois devido ao processo de portaria junto ao CFO, a data não pode ser posterior a data de início do curso. Conteúdo Programático: Área de Domínio Conexo (módulos comuns): Emergências Médicas; Metodologia da Pesquisa Científica; Terapêutica Medicamentosa; Ética e Legislação Odontológica. Área de Concentração (Endodontia ): ODONTOGÊNESE E COMPONENTES ESTRUTURAIS DO DENTE E DA POLPA 1. Odontogênese 1.1. Formação da dentina 1.1. Formação do esmalte ODONTOGÊNESE E COMPONENTES ESTRUTURAIS DO DENTE E DA POLPA 1. Odontogênese 1.1. Formação da dentina 1.2. Formação do esmalte 1.3. Formação da raiz 1.4. Formação do cemento 2. Componentes estruturais 2.1. Dentina 2.1.1. Estruturas da dentina Túbulos Dentinários Processo Odontoblástico Outros Constituintes do Túbulo Dentina Peritubular Dentina lntertubular Dentina lnterglobular Linhas Incrementais Camada Granulosa de Tomes 2.1.2. Tipos de Dentina Dentina Primária Dentina Secundária Dentina Terciária Pré-dentina 2.2. Esmalte 2.3. Cemento 2.4. Polpa 2.4.1. Células Odontoblastos Células Mesenquimais Indiferenciadas Fibroblastos Células de Rouget Células de Defesa (lmunocompetentes) Elementos Vasculares Sanguíneos 2.4.2. Fibras 2.4.3. Circulação Sanguínea e Linfática 2.4.4. Inervação HISTOFISIOLOGIA E HISTOPATOLOGIA DA POLPA E PERIÁPICE 1. Fatores que influenciam na evolução da patologia 2. Evolução da patologia pulpar 2.1. A invasão do complexo dentino pulpar 2.2. Dor 2.3. Resposta de defesa observada no complexo dentino pulpar 3. Alterações pulpares 3.1. Hiperemia 3.2. Pulpite Avaliação do Fluxo dos Líquidos (lei de Starling) Mecanismos de Defesa da Inflamatória Aguda Mecanismo Reacional da Inflamatória Aguda Reação Inflamatória Crônica Reação Inflamatória Crônica da Polpa 3.3. Doenças Degenerativas da Polpa 3.4. Necrose pulpar 4. Alterações periapicais 4.1. Pericementite 4.2. Abscesso periapical agudo 4.3. Abscesso periapical crônico 4.2. Granuloma periapical 4.3. Cisto periodontal apical 4.4. Reabsorção externa MICROBIOLOGIA ENDODÔNTICA 1. Taxonomia: classificação e nomenclatura das bactérias 2. Estrutura ultracelular das bactérias 3. Etiologia da periodontite apical 3.1. Fatores microbianos 3.2. Fatores não-microbianos causando destruição óssea apical 3.3. Vias microbianas na polpa 3.4. Microbiologia da cárie dentinária 4. Ecologia da infeção microbiana no sistema de canais radiculares 4.1. Competição interbacteriana no canal radicular necrótico 4.2. Localização das bactérias no sistema de canais radiculares 5. Disseminação das infeções endodônticas 6. Microbiologia da periodontite apical crônica (PAC) 7. Infecção Endodôntica Pós-tratamento 8. Periodontite apical aguda (PAA) 9. Patogenicidade e virulência bacteriana 9.1. Habilidade das bactérias em causar periodontite apical 9.2. Microrganismos que causam sintomas 9.3. Impacto negativo dado pelas bactérias no prognóstico a longo prazo da terapia 10. Investigações microbiológicas na pesquisa endodôntica e na prática clínica 10.1. Exames Microscópicos Esfregaços por coloração Gram Microscopia de contraste de fase e de campo escuro Microscopia eletrônica de varredura (MEV) e Microscopia eletrônica de transmissão (MET) 10.2. Métodos de cultura 10.3. Métodos moleculares no diagnóstico microbiano 10.4. Quando coletar uma amostra microbiológica do canal radicular? 10.5. Como usar a informação obtida nas amostras dos canais radiculares? 11. Antibióticos na endodontia 11.1. Suscetibilidade antibiótica da microbiota do canal radicular 11.2. Terapia antibiótica sistêmica 11.3. Uso dos antibióticos em pacientes de risco 11.4. Antibióticos locais em Endodontia ASPECTOS IMPORTANTES DA ANAMNESE E RECURSOS UTILIZADOS NO DIAGNÓSTICO DAS PATOLOGIAS PULPARES E PERIAPICAIS 1. Anamnese 1.1. Queixa Principal 1.2. História Médica 1.3. História Dentária 2. Exame objetivo de inspeção extra e intraoral 2.1. Inspeção extra-oral 2.2. Inspeção Intraoral 3. Recursos semiotécnicos 3.1. Percussão Vertical 3.2. Percussão Horizontal 3.3. Teste por Frio 3.4. Teste por Calor 3.5. Teste Elétrico 3.6. Transiluminação 3.7. Teste por Anestesia 3.8. Teste da Cavidade 3.9. Teste Fluxométrico Pulpar por Laser (Laser Doppler Flowmeter) 4. Diagnóstico por imagem 4.1. Radiografia: tipos e limitações 4.2. A interpretação das lesões periapicais e seu acompanhamento 4.3. Tomografia computadorizada ISOLAMENTO ABSOLUTO DO CAMPO OPERATÓRIO EM ENDODONTIA 1. Vantagens 2. Materiais utilizados no isolamento absoluto 2.1 Lençol de borracha 2.2 Perfurador de lençol de borracha de Ainsworth 2.2 Arco 2.3 Pinça porta – grampo 2.4 Grampos 2.5. Material para complementação do selamento periférico 3. Passos técnicos 4. Situações de dificuldade do isolamento absoluto 5. Situações de isolamento absoluto múltiplo ANATOMIA DENTAL INTERNA E EXTERNA 1. Cavidade pulpar 2. Anatomia dental externa e interna dos diferentes grupos dentais 2.1. Arcada Superior Incisivo Central Superior Canino Superior Primeiro Pré-Molar Superior Segundo Pré-molar Superior Primeiro Molar Superior Segundo Molar Superior Terceiro Molar Superior 2.2. Arcada Inferior Incisivos Inferiores Canino Inferior Primeiro Pré-molar Inferior Segundo Pré-molar Inferior Primeiro Molar Inferior Segundo Molar Inferior Terceiro Molar Inferior 3. Variações na anatomia radicular polpa CIRURGIA DE ACESSO 1. PRINCÍPIOS BÁSICOS DA CIRURGIA DE ACESSO 1.1. Radiografia de diagnóstico e planejamento radiográfico 1.2. Manutenção da cadeia asséptica 1.3. Determinação de ponto de eleição 1.4. Confecção de pré-cavidade 1.5. Direção de trepanação 1.6. Remoção do teto e forma de contorno da cavidade 1.7. Forma de conveniência 1.8. Tratamento das paredes de esmalte 1.9. Preparo da entrada dos canais 1.10. Desgaste Compensatório contínuo 2. Condutas clínicas para a cirurgia de acesso em casos específicos 3. Cirurgia de acesso nos diferentes grupos dentais 3.1. Anteriores - Superiores e Inferiores 3.2. Pré-molares Superiores 3.3. Pré-molares Inferiores 3.4. Molares Superiores 3.5. Molares inferiores INSTRUMENTOS ENDODÔNTICOS: DAS LIMAS MANUAIS AOS SISTEMAS MECANIZADOS 1. Limas manuais 1.1. Liga metálica 1.2. Fabricação do instrumento 1.3. Características gerais de padronização dos instrumentos 1.4. Índice de conicidade 1.5. Ponta do instrumento 1.6. Tipos de instrumento Lima tipo K Lima K-flexível Lima Golden Medium Lima Hedströem Lima de níquel titânio 1.7. Alargadores 1.8. Extirpa nervos 1.9. Outros instrumentos manuais utilizados no acesso e preparo dos canais 2. Brocas utilizadas no acesso e preparo cervical dos canais 3. Sistemas de instrumentação mecanizada ESVAZIAMENTO DO CANAL RADICULAR: PULPECTOMIA E PENETRAÇÃO DESINFETANTE 1. Pulpectomia (esvaziamento com a polpa viva) 1.1. Indicações da pulpectomia 1.2. Considerações clínicas de grande relevância 1.2.1. Confirmação clínica do diagnóstico provável 1.2.2. Considerações anatômicas e biológicas na determinação do limite longitudinal de esvaziamento do canal radicular dos dentes portadores de polpa viva Grau de maturidade do dente e pulpectomia (limite de trabalho) Influência da topografia dental interna nos procedimentos técnicos Grau de integridade do tecido pulpar Reparação tecidual pós-tratamento endodôntico 1.3. Fases da pulpectomia 1.3.1. Pulpotomia 1.3.2. Amputação da polpa radicular (pulpectomia) Esvaziamento por remoção integral Esvaziamento por esmagamento (Machado, 1994) 2. Penetração desinfetante (esvaziamento com a polpa necrosada) 2.1. Penetração desinfetante em dentes portadores de patologia periapical aguda Considerações acerca da drenagem 2.2. Penetração desinfetante em dentes portadores de patologia periapical crônica ANATOMIA APICAL E ODONTOMETRIA 1. Desenvolvimento da região apical 2. Panorâmica da anatomia apical 2.1. Cone dentinário 2.2. Cone cementário 2.3. Junção cemento-dentina 2.4. Centro dos forames 2.5. Espessura de cemento 3. Justificativas do limite de trabalho em dentes totalmente formados 3.1. Razões de ordem anatômica 3.2. Razões de ordem biológica 3.3. Razões de ordem técnica - limitações e dificuldades clínicas Técnicas radiográficas utilizadas em endodontia Técnica do paralelismo Bissetriz cêntrica Bissetriz excêntrica Técnica do paralelismo excêntrico (acorde Machado) Técnica de Clark (paralaxe) Le Master 4. Momento da odontometria 5. Referências a serem observadas 6. Medidas a serem adquiridas durante a odontometria 7. Técnica 7.1. Técnica odontométrica de Ingle 7.2. Técnica odontométrica dinâmica (Machado) 8. Outros recursos utilizados na odontometria 8.1. Localizadores apicais 8.2. Radiografia digital 8.3. Tomografia computadorizada por feixe cônico PREPARO DO CANAL RADICULAR 1. Pontos a serem considerados para a realização do preparo químico cirúrgico 1.1. Planejamento radiográfico 1.2. Cirurgia de acesso e preparo da entrada do canal 1.3. Escolha do instrumento e suas particularidades 1.3.1. Comentários acerca das técnicas manuais Cinemática Apreensão dos instrumentos manuais Escolha do primeiro instrumento e sua troca durante o preparo 1.4. Extensão do preparo: limites apicais e laterais do desgaste dentinário 1.5. Preparo apical - conclusão do preparo 1.6. Atenção à secção transversal do canal 1.7. Atenção à curvatura do canal 2. Fundamentos biológicos e técnicos que envolvem o preparo dos canais 2.1. Técnica Cérvico-Apical manual associado às brocas de Gates Glidden (acorde Machado, 1993) 2.2. Preparo de canais com curvaturas acentuadas 2.3. Técnica de preparo incremental cérvico-apical com lima-única reciprocante Wave One Gold (acorde Machado) 3. Motores e contra-ângulos indicados para o uso dos rotatórios SUBSTÂNCIAS QUÍMICAS AUXILIARES E A IRRIGAÇÃO DO SISTEMA DE CANAIS RADICULARES 1. Requisitos das substâncias químicas auxiliares 2. Grupo de substâncias químicas auxiliares utilizadas em Endodontia 2.1. Álcalis 2.2. Peróxidos 2.3. Detergentes 2.4. Agentes quelantes/ desmineralizadores 2.4.1. EDTA 2.4.2. Ácido cítrico 2.4.3. EDTA versus ácido cítrico 2.5. Clorexidina 3. Irrigação 3.1. Tipos de irrigação 3.1.1. Irrigação convencional Volume do irrigante Pressão e cinemática Limite de longitudinal Tipo de agulha/cânula de irrigação 3.1.2. Irrigação dinâmica manual 3.1.3. Irrigação ultrassônica passiva (pui) 3.1.4. Irrigação sônica 3.1.5. Irrigação com agitação por instrumentos mecanizados 3.1.6. Irrigação com pressão negativa 3.1.7. Irrigação com ativação hidrodinâmica pressão – sucção 3.1.8. Irrigação com uso do laser SUBSTÂNCIAS MEDICAMENTOSAS AUXILIARES NA DESINFECÇÃO: MEDICAÇÃO INTRA E EXTRACANAL 1. Visão panorâmica dos fármacos utilizados como medicação local em endodontia 1.1 Compostos fenólicos 1.2 Haletos 1.2.1 Cloretos 1.2.2 Iodetos Iodo iodeto de potássio (iki) Iodofórmio 1.3 Hidróxido de cálcio 1.4 Associações antimicrobianas Trimix CFC 1.5 Clorexidina 1.6 Anti-inflamatórios 2. Que medicação utilizar? 2.1. Medicação intracanal nos quadros de polpa viva 2.2. Medicação intracanal nos quadros de polpa necrosada 2.2.1. Polpa necrosada sem lesão periapical 2.2.2. Com lesão periapical Lesões periapicais com pequena rarefação óssea Lesões refratárias Utilização do iodofórmio como medicação extracanal 3. Análise comparativa entre o hidróxido de cálcio e o iodofórmio OBTURAÇÃO DO SISTEMA DE CANAIS RADICULARES 1. Momento da obturação 2. Propriedades dos materiais obturadores 2.1. Propriedades biológicas 2.2. Propriedades físico-químicas 3. Componentes da obturação 3.1. Cones de guta-percha 3.2. Cimentos 3.2.1. Cimentos à base de óxido de zinco e eugenol 3.2.2. Cimentos à base de hidróxido de cálcio 3.2.3. Cimentos resinosos Resinas epóxicas Cimentos à base de resina de metacrilato 3.2.4. Cimentos à base de ionômero de vidro 3.2.5. Cimentos à base de polivinilsiloxano (silicona) 3.2.6. Cimentos à base de resina salicilato e trióxido agregado mineral 3.2.7. Cimentos biocerâmicos 4. Técnicas de obturação 4.1. Técnica de condensação 4.2. Técnicas de cone único I - Técnica do cone único modificada (Machado, 2007) II - Técnica do cone único para retentores intrarradiculares III - Técnica do cone invertido e do cone rolado 4.3. Técnicas com o uso de solventes 4.4. Técnica termomecânica 4.5. Técnicas termoplastificadas 5. Técnicas propostas 5.1. Princípios básicos da obturação I - Prova do cone principal II - Secagem do canal III - Seleção e manipulação do cimento IV - Inserção do cone de guta-percha V - Radiografia de qualidade VI - Corte dos cones VII - Limpeza da cavidade VIII - Blindagem ou Selamento IX - Radiografia Final 5.2. Passo a passo das Técnicas propostas Técnica do Cone Único Modificada (Machado, 2007) Técnica do cone cortado acorde Machado (2020) Técnica com instrumento mecanizado cortado (Machado, 2020)

Corpo Docente

Prof. Dr. Hector Caballero Flores

Especialista, Mestre, Doutor, Pós Doutor-FOUSP

Prof.ª Ms. Regina Célia Furukava Shin

Especialista, Mestre- FOUSP

Prof.ª Gisele Pereira de Oliveira

Especialista, Mestranda- São Leopoldo Mandic

Prof.ª Ms. Soraya Leal Beyruth de Lima Machado

Especialista, Mestre- São Leopoldo Mandic

Prof.ª Soraya Viana Gadelha

Especialista, Mestranda- UNIP

Prof. Lucas Queiroz de Andrade

Especialista

Prof. Diego Loureiro de Azevedo

Especialista

Prof.ª Karine Fernanda Cruz

Especialista

Prof. Henrique Dias Massieri

Especialista

Atrativos

Desmistificação da biologia e microbiologia vinculadas aos diagnósticos, prognósticos e novas e atualizadas tecnologias

Estrangeiros

a) Enrollment: Apply online or through the Commercial Department by calling 0800 941 7 941, by WhatsApp +55 19 99228-8781, or by email curso@slmandic.edu.br. For the Institution to consider the student duly enrolled in the class, they must make the payment corresponding to the enrollment in the course through a bank slip with a CPF, credit card, or international exchange. In addition, the student must electronically sign the digital contract, which will be sent by email through the IziSign Platform. It is worth mentioning that São Leopoldo Mandic reserves the right to enroll students in accordance with the order of payments, respecting the number of vacancies in each class. If confirmation of payment occurs after filling available places, the candidate for the course will receive a refund of the amount paid. * The installments payment dates related to the course payment plan will follow the rule: Masters – Every 5th of each month Doctorate – Every 20th of each month Other types of course (e.g. Specialization, Training, etc.) – Every 10th of each month. Below are the bank details for payment through International Exchange. Payment Orders in USD Through: BANK OF NEW YORK New York - EUA BIC SWIFT: IRVTUS3N ABA: 053000196 Account number: 6550422632 Beneficiary Bank: BANCO ITAÚ S/A São Paulo - Brazil BIC SWIFT: ITAUBRSP Beneficiary Customer: SOCIEDADE REGIONAL DE ENSINO E SAÚDE SS LTDA Branch: 6393 Account number: 03477-9 b) The documentation required to regularize the enrollment must be presented in physical format at the Student Support/Secretary of the Unit, within the period in accordance with the contract: - Birth or marriage certificate – certified by the Brazilian consulate; - Passport showing personal identification, and the Visa Stamp to enter in Brazil (whenever applicable); - CRNM (National Immigration Registry Card) OR RNE (Foreign National Registry) OR the protocol issued by the Federal Police, stating the period of leave to remain in Brazil; - Professional card (which proves the permission to practice the profession) - Recent proof of residence (last three months); - One 3cm x 4cm front-angle photo with neutral background that allows for digital scanning; - Original Graduation Diploma translated by a sworn and consularized public translator. Note: As required by the Brazilian Ministry of Education, the Graduation diploma is requested to be scanned at the institution, and must be delivered within the period in accordance with the contract, under penalty of non-issuance of the diploma if you have this pendency. All assignments, tests and other written activities must be done in Portuguese.

Formas de Pagamento

Forma de pagamento da Matrícula: Boleto bancário ou cartão de crédito (parcela mínima de R$ 500,00 em até 6x). Plano de Pagamento Estendido: Esta modalidade permite a extensão em 6 parcelas no plano de pagamento regular, sendo acrescido 5% de juros sobre o investimento integral do curso. Formas de Pagamentos das Mensalidades: Os pagamentos das mensalidades deverão ser efetuados por meio de boletos bancários que terá o vencimento até 5 dias antes do início do curso. No caso de estrangeiros, o aluno deve pagar antecipadamente três mensalidades logo no primeiro dia de aula, em moeda brasileira (Real). As demais parcelas deverão ser pagas a partir do segundo módulo mensalmente nos vencimentos para todo dia 10 de cada mês. Reembolso: (1) Caso o(a) inscrito(a) encaminhe solicitação de desistência do Curso nos termos supra referidos, até 20 (vinte) dias antes da data de seu início, a Faculdade São Leopoldo Mandic reembolsará o equivalente a 80% (oitenta por cento) do valor correspondente ao investimento, sendo que os 20% (vinte por cento) restantes são considerados despesas administrativas; (2) Caso encaminhe solicitação de desistência do Curso nos termos supra referidos após o seu início, o(a) inscrito(a) perderá o direito ao reembolso do valor referente ao Curso, mesmo que não tenha frequentado as aulas, tendo em vista as disposições da legislação aplicável, do Regimento Geral da Pós-Graduação da Instituição e, ainda, pelo fato de que os Cursos são oferecidos com base no número de inscritos, considerando-se nesse caso a vaga preenchida pelo(a) desistente; (3) Para inscrito(a)s em Cursos denominados “Vagas Remanescentes/Início imediato”, caso o(a) inscrito(a) encaminhe solicitação de desistência do Curso nos termos supra referidos até 20 (vinte) dias antes da data do próximo módulo, a Faculdade São Leopoldo Mandic reembolsará 80% (oitenta por cento) do valor correspondente ao investimento, sendo que os 20% (vinte por cento) restantes são considerados despesas administrativas. (4) Caso a solicitação para cancelamento seja efetuada com menos de 20 (vinte) dias de antecedência do início das aulas, o(a) inscrito(a) está ciente de que não haverá devolução do valor pago a título de matrícula, uma vez que a Instituição não terá tempo hábil para substituir o(a) inscrito(a) por outro(a) candidato(a), sendo certo que terá ocorrido prestação de serviços de reserva da vaga, justificando o recebimento da matrícula. Observação importante: Se o Curso não ocorrer ou for adiado por qualquer motivo, pela Instituição, o(a) inscrito(a) terá direito a reembolso de 100% (cem por cento) do valor pago a título de matrícula, independente do período em que o(a) mesmo(a) tenha ciência desse remanejamento. O(A) inscrito(a), uma vez ciente desse remanejamento e optando pela desistência do Curso, a devolução será de 80% do valor pago da matrícula.

Seleção e matrícula

a) Inscrição: Inscreva-se on-line ou por meio do Departamento Comercial pelo telefone 0800 941 7 941, pelo WhatsApp +55 19 99228-8781, ou pelo e-mail cursos@slmandic.edu.br b) Matrícula: Para que a Instituição considere o aluno devidamente matriculado na turma, este deverá realizar o pagamento correspondente à matrícula no curso através de boleto bancário ou cartão de crédito e assinar eletronicamente o contrato digital, que será enviado por e-mail por meio da Plataforma IziSign. Vale ressaltar, porém, que a faculdade reserva o direito de efetivar a matrícula de acordo com a ordem dos pagamentos, respeitando o número de vagas em cada turma. Caso a confirmação do pagamento ocorra após o preenchimento das vagas disponíveis, o candidato ao curso receberá o reembolso do valor pago. * As parcelas relativas ao plano de pagamento do curso obedecerão aos vencimentos a seguir: Mestrado – Todo dia 05 de cada mês Doutorado – Todo dia 20 de cada mês Demais tipos de curso (ex.: Especialização, Capacitação, etc.) – Todo dia 10 de cada mês Caso o curso possua a condição de Plano de Pagamento Estendido e o aluno opte por ele, este deverá sinalizar antes da assinatura do contrato. Não será possível realizar a alteração depois que o contrato estiver assinado. c) A documentação exigida para regularizar a matrícula deverá ser apresentada no formato físico no Apoio ao Estudante/Secretaria da Unidade, no prazo de acordo com o contrato de prestação de serviços educacionais: - Certidão de nascimento ou casamento; - RG (Carteira de Habilitação não substitui esse documento); - CPF; - Carteira profissional (Ex.: CRO-UF, CRM-UF, etc.); - Comprovante de Residência recente (com no máximo 90 dias de emissão); - 1 Foto 3 x 4 de ângulo frontal de fundo neutro que poderá ser digitalizada; - Diploma de Graduação. Obs.: Em função da entrada em vigor da Secretaria Digital (Portaria do Ministério da Educação), é solicitado o diploma de Graduação para ser digitalizado na instituição, devendo ser entregue no prazo de acordo com o contrato de prestação de serviços educacionais, sob penalidade de não emissão do diploma caso tenha esta pendência em aberto.

Política de desconto

Descontos Especiais: Desconto de 30%  na taxa de matrícula para pagamentos efetuados até o dia  31/10/2023, 20%  para aqueles realizados até o dia  30/11/2023  e desconto de  10%  na taxa de matrícula para pagamentos efetuados até o dia  14/02/2024.  Descontos Vigentes: Desconto de  10% nas mensalidades para ex-alunos da Faculdade São Leopoldo Mandic, com exceção daqueles que fizeram cursos de módulo único ou que tenham concluído um curso com duração inferior a 12 meses, nas unidades Campinas, Brasília, Curitiba, Rio de Janeiro, Fortaleza, São Paulo, Belo Horizonte, Porto Alegre e Vila Velha. Para ex-alunos de Graduação da Faculdade São Leopoldo Mandic, que for realizar seu primeiro curso de pós-graduação, exceto cursos de Módulo único, tem desconto de  15%  nas mensalidades e  50%  na matrícula. Alunos que desejarem pagar semestralmente à vista, tem desconto de  3%  sobre as mensalidades; Para os pagamentos realizados anualmente à vista, concedemos desconto de  4%  sobre as mensalidades; Para cursos com duração superior a 12 meses, quando todas as mensalidades do curso são pagas à vista, o desconto é de  7%  sobre as mensalidades. Os descontos não serão concedidos para as matrículas, com exceção dos ex-alunos de Graduação da Faculdade São Leopoldo Mandic, que for realizar seu primeiro curso.

Materiais

PARAMENTAÇÃO E BIOSSEGURANÇA • avental • máscara descartável • luva descartável • óculos de proteção(paciente/aluno) • sobreluvas • campo descartável para mesa clínica e kart • gorro descartável(paciente/aluno) • babador plástico para paciente • sacos plásticos para proteger AR,BR,seringa tríplice e sugador • filme PVC MATERIAL PARA ODONTOMETRIA • lupa 5,5 cm de diâmetro • régua plástica de 15 cm transparente e flexível • 1 pacote de stop/cursor de silicone de 1mm - MATERIAL CLÍNICO • 3 bandejas clínicas(11x20 cm) • 3 pinças clínicas • 3 exploradores nº5 ponta reta • 3 exploradores nº 5 ponta angulada • 3 carpules • 3 espelhos planos nº 3 Frontsurface • 3 espelhos planos nº 5 Frontsurface • 3 curetas duplas haste longa nº 17 • 3 curetas duplas haste longa nº 19 • 3 espátulas de inserção de cimento • 3 réguas metálicas endodônticas • 1 pinça hemostática Preparo do Canal • 1 cx lima #08 de 25 mm (tipo k) • 1 cx lima #10 de 25 mm (tipo k) • 1cx lima #15 de 25mm (tipo k) • 1cxlima K de 25mm1ªsérie(15-40) • 1cxlima K de 25mm 2ªsérie(45-80) • 1cxlima K31mm1ªsérie(15-40) • 1cxlima K31mm2ªsérie(45-80) • 1cxlima K31mm (80) • 1 cx lima HEDSTROEM de25 mm (15-40) • 1 cx lima FLEXOFILE de25 mm (15-40) • 1 cx lima Ni-Ti. Flex manual de 25mm (15-40) • 1 cx PROTAPER ULTIMATE • 1 SX Gold • 1 blister lima Wave One Gold sortida(25 mm) • 1 blister lima Wave One Gold Primary (25 mm) • 1 Wave One Glider Gold ( 25 mm) BROCAS • brocas esféricas diamantadas: 1012HL, 1014HL, 1016HL (3 de cada) • 3 brocas ENDO Z (Maillefer) • brocas Gates Glidden nº1, 2, 3, 4, ,5 ,6 (2 caixas cada sendo 1 cx de brocas curta e 1 cx de brocas longa) • brocas esféricas carbide pescoço longo nº 2, 3, 4 (2 de cada) • 1 broca transmetal702 • pontas de ultrassom E2D, E7D, E5, E3D, Irrisonic MATERIAL PARA ISOLAMENTO • 1 perfurador tipo Ainsworth • 3 pinças porta grampos tipo Palmer • 3 arcos de Ostby • lençol de borracha • grampos: 12ª, 13ª, 14ª, 14, 201, 207, 209, 211 (SSW ou HuFrieed) • fio dental • caneta hidrográfica • super bonder (melhor em gel) • tira de lixa de aço • taça de borracha e pasta profilática (profilaxia pré atendimento) • rolete de algodão • vaselina sólida • Top Dan ou similar MATERIAL PARA IRRIGAÇÃO E ASPIRAÇÃO • 3 seringas plásticas descartáveis 10 ml (ponta rosqueável) • 3 seringas plásticas descartáveis 5 ml (embolo silicone) • intermediário metálico ou similar(para acoplar pontas de aspiração) • 1 kit de irrigação/aspiração ULTRADENT ou ANGELUS contendo: • 5 pontas ENDO EZE • 5 pontas White Mac • 5pontasCapilaryTip roxa ref341 5 pontas Navi Tip amarela • 2 seringas 5 ml (embolo silicone) MATERIAIS DIVERSOS • Caneta alta rotação • micro motor com contra ângulo • agulhas descartáveis para anestesia • placa de vidro • 10 colgaduras pequenas- 1 colgadura grande (opcional) • sugador descartável • filme radiográfico periapical • 1 pasta com envelopes plásticos para fichas e RX de cada paciente • cartela com 5 furos para radiografia ou similar • frasco com tampa para fixador e água (para bancada) • gaze • gás refrigerante para teste térmico • porta amálgama • lamparina (limpa e em bom estado) • isqueiro • porta resíduos • porta algodão • clean stand • 1 jogo de posicionador para radiografia tipo Hanshin • 1 mandril para disco de carborundum (laboratório) • 1 manequim endodôntico (laboratório) MEDICAÇÕES E FÁRMACOS (utilizados na fase clínica, eventualmente, em laboratório se pedido) • 1 tubete NDP • 1 tubete PRP • EDTA -T (frasco 500 ml) • Hipoclorito de Sódio2,5% • Iodofórmio + Pomada Carbowax (manipulado) Pasta Machado • algodão em bolinhas esterilizadas paramedicação intracanal • cimento provisório (Cimpat, Citodur, Coltosol ou similar) • cimento de ionômero de vidro (Maxxion ou SSW) • Endo PTC gel leve MATERIAL PARA OBTURAÇÃO Ponta papel Wave One Gold sortida 28 mm c/120 Tanari Cones Guta 25.06 / 60 Tanari Cones Guta 30.06/60 Tanari Cones Guta 35.06/60 Tanari Cones Guta 40.06/60 Tanari Cones Guta 45.06/60 Tanari Cones Guta 50.06/60 /Tanari Guta Wave One Gold sortida 25.07 (40u) Guta Wave One Gold sortida 35.06 (10u) Guta Wave One Gold sortida 45.05 (10u) -Tanari Guta Acessória -RS sortida -28mm – 120- Tanari Obturação Diversos • lâmina de bisturi nº 15 e cabo para bisturi • 1 jogo de espaçador digital 21 mm • 1 espátula flexível nº 24 • 3 jogos de calcadores tipo Paiva • maçarico como alternativa à lamparina+isqueiro • 1 tesoura MT125 • 2 potes Dappen • 1 cimento endodôntico (Endo Fill ou similar) Obs.: ✓ Para os módulos anexos de Blindagem e Cirurgia parendodôntica serão divulgadas oportunamente listas de material específicas para as atividades. ✓ Serão ministrados workshops com diferentes sistemas de lima. Algumas empresas cedem as limas para utilização na atividade e outras não. Quando a empresa não fornecer cabe ao grupo de alunos decidir se vão apenas visualizar a demonstração ou se comprarão os kits para realizar a atividade

Contato

Departamento Comercial da Faculdade São Leopoldo Mandic Telefone: 0800 941 7 941 E-mail: cursos@slmandic.edu.br Site: www.slmandic.edu.br Atendimento via WhatsApp: +55 (19) 99228-8781, caso prefira, clique neste link https://wa.me/5519992288781 Siga a instituição nas redes sociais: Facebook.com/saoleopoldomandic Youtube.com/user/slmandic Instagram.com/saoleopoldomandic Linkedin.com/school/saoleopoldomandic vm.tiktok.com/ZSqB4YkB/

Localização

SHIS QI 3, Bloco E Lote A, Centro Empresarial Terracotta - Lago Sul, Brasília - DF, 71605-500